Notícias

Minerva Foods vê aumento das exportações em 2019

19/03/2019 às 10:50

Minerva Foods vê aumento das exportações em 2019
 
Empresa espera abertura do mercado indonésio e habilitação de novas plantas para a China em 2019

A Minerva Foods, empresa brasileira com o título de maior exportadora de carne da América do Sul, está otimista com o mercado mundial de carne bovina – principalmente para o Brasil. De acordo com Fabiano Tito Rosa, gerente de vendas da companhia, há forte expectativa de que o Brasil retome as exportações para EUA, habilite novas plantas para a China e consiga a abertura do mercado indonésio.
“Estou otimista com exportação e acho que esse ano vai ser um ano de exportações fortes”, afirmou Rosa ao Portal DBO, na sede da empresa em Barretos, SP, ao se dizer confiante com o pragmatismo do novo governo, apesar das polêmicas geopolíticas que assustaram o setor no início do ano. “Acho que o governo vai ser pragmático nesse ponto e não vejo nenhum risco de fechamento de mercados. Acredito que o governo vai trabalhar para reabertura de mercados e para a habilitação de novas plantas para vendas à China”, disse.
No caso da China, país que foi destino de cerca de um quarto das exportações da Minerva no terceiro trimestre do ano passado (ocupando o lugar que um dia foi da Rússia), Rosa acredita que a habilitação de novas plantas deve ter forte impacto no curto prazo para a oferta e demanda interna. A mesma avaliação é feita no caso da Indonésia, país que exige cortes halal, técnica de abate exigida pelas nações muçulmanas e atualmente dominada pelo Brasil. Já para os EUA, o gerente de vendas da Minerva acredita que a reabertura gere impactos de longo prazo.
“Os EUA, no longo prazo, são estratégicos porque são uma vitrine. É um país com uma exigência muito alta e, se você atende os EUA, os outros países encaram você com outros olhos”, explica Rosa. Segundo ele, a indústria brasileira de carnes já tomou as medidas necessárias para evitar os problemas que levaram à suspensão da autorização para as importações de carne brasileira em julho de 2017, como a redução da dose da vacina contra a aftosa, que teria sido causa dos abcessos encontrados em partidas do produto.
“Já foi montado um protocolo e um procedimento com os frigoríficos para evitar esse tipo de problema de novo. Então a gente tem bastante segurança de que esse mercado pode ser reaberto e que vamos atende-lo sem problemas”, observa o gerente da Minerva.
Outra iniciativa divulgada pelo gerente do Minerva para aprimorar a qualidade da carne exportada pela empresa é a do Programa de Eficiência de Carcaça (PEC), iniciado em parceria com a Phibro Animal Health junto a cerca de 100 pecuaristas. O programa busca premiar produtores que consigam entregar bois terminados com índices de qualidade que cumpram requisitos de idade, PH da carne e cobertura mediana de gordura.
“O PEC é muito importante pra gente conseguir avaliar corretamente o que está sendo entregue na indústria e o que cada perfil de carcaça devolve de resultado pra gente conseguir fazer os ajustes necessários tanto para orientar o produtor para atender os principais mercados quanto no nosso modelo de precificação”, ressalta Rosa.

Fonte: Portal DBO

 

Receba nossa newsletter

Sitevip Internet